job description

O mercado de trabalho não poderia estar mais aquecido, especialmente em tempos de home office e flexibilidade – cenário que abre portas para um leque de oportunidades em empresas nacionais e internacionais. Nesse cenário, também cresce a competitividade entre as companhias, gerando maior necessidade de atração dos profissionais.

Em um mercado competitivo, cabe aos times de seleção e recrutamento atrair os candidatos certos antes mesmo de sair à caça deles. Isso é possível graças a um bom job description, ou seja, uma descrição de vaga bem estruturada e chamativa.

E quando falamos de job description, basear a sua criação nas métricas do Google não é o suficiente: a última coisa que um mercado orientado por candidatos precisa é de páginas de carreiras padrão, com informações pouco claras e “mais do mesmo”. Se a sua empresa quer atrair os melhores, é preciso ir além.

Preparamos um guia com dicas valiosas para você e seu time de RH utilizarem a fim de criar uma descrição de vaga diferenciada. Confira a seguir!

1.  Sensação de pertencimento

Se você trabalha com RH ou mesmo no marketing de atração da sua empresa, é provável que já esteja acostumado a criar conteúdos com enfoque em seleção para as redes sociais da companhia. A internet exige um esforço extra para quem quer se destacar, e quando se trata de mercado de trabalho, o desafio é ainda maior.

O que as pessoas buscam em redes sociais é uma sensação de pertencimento: seguir assuntos correlatos, artistas do interesse, temáticas que mais têm a ver com seu estilo etc. No mercado, não poderia ser diferente. Por isso, ao descrever uma vaga de trabalho, você precisa criar a mesma sensação de pertencimento aos candidatos – especialmente os passivos, ou seja, aqueles que já estão empregados.

Seus candidatos vão se juntar a uma equipe, certo? Então vamos falar sobre a equipe! Um job description de excelência deve levar em conta o ambiente de trabalho. Ou seja, na página de carreiras, não economize nas fotos dos profissionais trabalhando em equipe, nos eventos, nos momentos de descontração interno e por aí vai.

Você também pode – e deve – compartilhar feedbacks positivos dos profissionais, que servem de maneira tão eficaz quanto simplesmente descrever uma vaga. E às vezes até mais!

2.  Importância e respeito ao profissional

Quando você tenta motivar os candidatos por meio do job description criado, considere fazer com que eles se sintam mais do que bem-vindos e parte da equipe, mas também respeitados e, principalmente, necessários para sua empresa. Mas afinal, como despertar essa sensação de importância por meio da descrição?

Se a posição for de vendas, por exemplo, utilize uma abordagem mais humanizada e detalhada. Ao invés de simplesmente dizer algo do tipo: “Como Gerente de Vendas, você reportará ganhos ao CMO”, defenda valores da sua empresa junto à vaga:

“O setor de vendas é parte integrante da nossa companhia, e como líder de uma equipe excepcional de profissionais de vendas, sua comunicação direta com o Diretor de Marketing será essencial para as decisões de negócios.”

Uma simples mudança de abordagem comunicativa faz toda a diferença. Ao invés de começar a descrição do seu trabalho com “responsabilidades”, tente mostrar o impacto dessa vaga para o resultado da companhia e da própria carreira do profissional envolvida. Faça o candidato sentir que seu trabalho é valioso para a empresa.

3.  O desejo de crescer – como pessoa e profissional

Todo mundo quer ser uma pessoa melhor, seja no contexto das relações pessoais, seja no mercado de trabalho. Buscar fontes de inspiração é uma sensação básica do ser humano, afinal é o que nos move para continuar evoluindo. Com os candidatos a uma vaga de trabalho, não poderia ser diferente.

Eles querem ser inspirados e fomentados a crescer dentro de uma empresa. Por isso, cabe ao RH oferecer caminhos para que isso seja possível. E não há maneira melhor de fazer isso do que deixar claro nas descrições de vagas ofertadas pela empresa.

Essa sensação de necessidade está no topo da chamada pirâmide de Maslow – é o pináculo da autorrealização. Quando você atende a essa necessidade dos candidatos a emprego, todos ganham.

Por isso, foque em dois pontos principais:

  • Inclua as oportunidades de promoção e feedback nas vagas de acordo com cada posição;
  • Diga ao candidato o que ele deve encontrar na empresa durante os seis primeiros meses de trabalho e como pode evoluir dali em diante. Ele será capaz de mudar de função caso seja necessário? Poderá montar sua própria equipe?
    Pincelar essas espécies de “gatilhos emocionais” nos candidatos é o que difere um bom job description de outros. Assim, é possível atrair os profissionais mais bem preparados para lidar com as demandas da companhia ao mesmo tempo em que eles têm um fit cultural bem alinhado.

Pincelar essas espécies de “gatilhos emocionais” nos candidatos é o que difere um bom job description de outros. Assim, é possível atrair os profissionais mais bem preparados para lidar com as demandas da companhia ao mesmo tempo em que eles têm um fit cultural bem alinhado.

Depois de aplicar as melhores técnicas de atração e seleção, o próximo passo é otimizar o processo seletivo. Desde a criação de páginas de carreiras até a avaliação por meio de metodologias modernas, as ferramentas digitais de seleção e recrutamento são um recurso essencial para as empresas que desejam atrair e reter os melhores talentos do mercado.

O Quickin (software de recrutamento e seleção) é uma ótima opção para os setores de RH que desejam otimizar seus processos seletivos. Conheça nossos serviços e saiba como implementá-los no seu negócio.

Related Post

Sistema para recrutamento e seleção poderoso e super amigável.

Contate-nos

Email: sales@quickin.io

Rua Correia Dias, 184
Paraíso, São Paulo, SP – 04104-000
Fone: (11) 91108-9687